O Regresso da Mulher dos tREmoços

quarta-feira, 17 de março de 2010

Hélio & Pastilha Elástica

O efeito espacial do hélio e pastilha elástica... Tenho dúvidas da autenticidade, mas se alguém se lembrar de experimentar fico à espera de saber qual foi o resultado. ;)

video

The Portuguese Avatar!





























sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Informação importante!

Há coisas que devemos ter sempre em mente... Uma delas é como sair de Repente para Kagar! Não vá o diabo tece-las! lol







domingo, 20 de dezembro de 2009

Merry Christmas...

Hope that everyone has the loved one by your side this Christmas...


I don't want a lot for Christmas
There's just one thing I need
I don't care about the presents
Underneath the Christmas tree
I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
All I want for Christmas is...
You
I don't want a lot for Christmas
There's just one thing I need
I don't care about the presents
Underneath the Christmas tree
I don't need to hang my stocking
There upon the fireplace
Santa Claus won't make me happy
With a toy on Christmas day
I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
All I want for Christmas is you
You baby
I won't ask for much this Christmas
I don't even wish for snow
I'm just gonna keep on waiting
Underneath the mistletoe
I won't make a list and send it
To the North Pole for Saint Nick
I won't even stay awake to
Hear those magic reindeers click
'Cause I just want you here tonight
Holding on to me so tight
What more can I do
Baby all I want for Christmas is you
Ooh baby
All the lights are shining
So brightly everywhere
And the sound of children's
Laughter fills the air
And everyone is singing
I hear those sleigh bells ringing
Santa won't you bring me the one I really need
Won't you please bring my baby to me...
Oh I don't want a lot for Christmas
This is all I'm asking for
I just want to see my baby
Standing right outside my door
Oh I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
Baby all I want for Christmas is...
You
All I want for Christmas is you... baby

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Épocas festivas

A altura das festividades de final de ano estão a aproximar-se a passos largos… O frio parece ter voltado para ficar, as ruas já têm iluminação à muito, os centros comerciais estão mais que a rebentar, o sozinho em casa já passou na televisão…factores fundamentais para nos certificarmos que o Natal e a Passagem de Ano estão próximos.
As conversas nos círculos sociais convergem sempre nas mesmas questões, nas mesmas lamentações, nas mesmas felicitações…uma rotina quasi-sagrada. A televisão enche-se de publicidades consumistas e com uma vertente emocional para a caridade dos mais fracos e oprimidos, como forma de lembrar que estes também são seres humanos, ou pelo menos que o são simplesmente na época natalícia, uma vez que durante o restante ano não se vêm campanhas a tal alto nível de agressividade – todos os dias parecem reinventar uma carência nova, fazendo quase uma pessoa se sensibilizar ao nível de entrar em depressão com os males do mundo. Não bastando esta desgraça humanitária, os telejornais focam-se na crise, ou na falta dela, bombardeando os telespectadores com números de utilização de cartões de débito e de crédito, como se nunca em outras alturas as pessoas tivessem necessidade da sua utilização, como nunca antes as pessoas se dessem a excessos, como se nunca antes existissem outros dias com especial ênfase para o consumismo. Não se lembraram eles de estudar o nível de proposta aos LDN, ou a esta nova tendência para os cartões de débito diferido com opções de pagamentos fraccionados (não fosse eu colaborar no “trabalho” de um banco para dar a sugestão…)…
Depois de todo este lufa-lufa, o Natal não é mais que mais uma banalidade onde as pessoas aproveitam para comprar objectos, na esperança de obter outros em troca, de se encontrar com familiares que ou por falta de oportunidade ou de vontade só o fazem nesta data, para comerem que nem labregos com uma desculpa para os seus excessos e principalmente para não trabalhar… Não que não me reveja em algumas destas características, especialmente na do não trabalhar, mas…
Enfim, desabafo à parte…eis o que me leva a publicar mais um post: RAMBÓIA!!


Ansiosa para a festa dos verdadeiros excessos, do convívio e da pura da loucura: a passagem de ano! Amigos 2gether e lá vamos nós embarcar rumo a um novo ano…
Podeis roerem-se de inveja, o maior Veleiro privado Português: Príncipe Perfeito!


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Me, myself and I!

Heis um belo dia para brincar aos cabeleireiros… O resultado não foi inesperado, aparte do comprimento do cabelo.
Depois de muito tempo a esticar e esticar e esticar… Graças a uma cabeleireira muito curiosa e paciente, ao contrário da sua cliente. Um obrigada a ela, foi difícil de aturar a impaciência, acreditem!
E depois de muitos pedidos, aqui estou eu de cabelo esticado… a revelação do ano!


domingo, 6 de dezembro de 2009

Escândalos - manobras de diversão.

Mais uma critica brilhante do humorista Ricardo Araújo Pereira:


Escândalos: vantagens e vantagens ainda maiores
Estar envolvido num escândalo é grave; estar metido em vários é uma garantia de segurança
7:10 Quinta-feira, 26 de Nov de 2009

Há mais de dez minutos que não vem a público um escândalo envolvendo o nome de José Sócrates. Que se passa com este país? O escândalo Face Oculta perdeu o encanto inicial, o escândalo Freeport deixou de produzir notícias, o escândalo das escutas ao Presidente da República esmoreceu, o escândalo da Universidade Independente parece estar parado, o escândalo das casas projectadas na Guarda prometeu mais do que cumpriu, e confesso já ter esquecido o que estava em causa no escândalo Cova da Beira. Julgo falar em nome de todos quando digo que precisamos urgentemente de um novo escândalo.
José Sócrates, certamente, não se importa: o primeiro-ministro parece ter tomado uma vacina contra os escândalos. Não há suspeita de indecência escabrosa à qual ele seja vulnerável. Políticos menos resistentes já foram obrigados a demitir-se por causa de anedotas, de sisas que afinal tinham pago, de corninhos. O primeiro-ministro transita de escândalo em escândalo como Tarzan de liana em liana. Nenhum homem é uma ilha, diz o poeta, mas José Sócrates é um homem rodeado de escândalos por todos os lados. Não há escândalo que consiga verdadeiramente furar a barreira de escândalos que o rodeia. Aparece um escândalo novo e a opinião pública boceja: já vimos melhor. Surge uma suspeita inédita e o País encolhe os ombros: podia ser mais escandalosa. Estar envolvido num escândalo é grave; estar metido em vários é uma garantia de segurança. O povo conhece José Sócrates há já algum tempo e sabe que ele pode estar envolvido num escândalo, mas duvida que ele tenha a iniciativa, o desembaraço e a capacidade de trabalho para estar envolvido em tantos.
O problema da oposição é, justamente, de abundância: encontra-se perante os escândalos como o burro de Buridan em frente ao feno. De todos os paradoxos filosóficos em que comparecem asnos, este é o meu preferido: o burro faminto tem diante de si dois montes de feno exactamente iguais. Não havendo uma razão para optar por um em vez de outro, é incapaz de escolher e morre de fome. No caso de Sócrates, os escândalos são os montes de feno e a oposição é o burro (há acasos felizes na vida de quem se entretém a compor símiles). A única diferença é que o burro morre sossegado, enquanto os dirigentes dos partidos da oposição definham aniquilando-se mutuamente. Mas ninguém espera que os militantes do PSD tenham o discernimento de um burro.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

"EU CONHEÇO UM PAÍS..."

Porque às vezes ver a face boa dos problemas ajuda a resolver-los e a encarar as situações com mais confiança. Este devia ser o País que devia ser comentado... O País em que eu vivo!

Eu conheço um país que tem uma das mais baixas taxas de mortalidade mundial de recém-nascidos, melhor que a média da UE.
Eu conheço um país onde tem sede uma empresa que é líder mundial de tecnologia de transformadores.
Eu conheço um país que é líder mundial na produção de feltros para chapéus.
Eu conheço um país que tem uma empresa que inventa jogos para telemóveis e os vende no exterior para dezenas de mercados.
Eu conheço um país que tem uma empresa que concebeu um sistema pelo qual você pode escolher, no seu telemóvel, a sala de cinema onde quer ir, o filme que quer ver e a cadeira onde se quer sentar.
Eu conheço um país que tem uma empresa que inventou um sistemabiométrico de pagamento nas bombas de gasolina.
Eu conheço um país que tem uma empresa que inventou uma bilha de gás muito leve que já ganhou prémios internacionais.
Eu conheço um país que tem um dos melhores sistemas de Multibanco a nível mundial, permitindo operações inexistentes na Alemanha, Inglaterra ou Estados Unidos.
Eu conheço um país que revolucionou o sistema financeiro e tem três Bancos nos cinco primeiros da Europa.
Eu conheço um país que está muito avançado na investigação e produção de energia através das ondas do mar e do vento.
Eu conheço um país que tem uma empresa que analisa o ADN de plantas e animais e envia os resultados para os toda a EU.
Eu conheço um país que desenvolveu sistemas de gestão inovadores de clientes e de stocks, dirigidos às PMES.
Eu conheço um país que tem diversas empresas a trabalhar para a NASA e a Agência Espacial Europeia.
Eu conheço um país que desenvolveu um sistema muito cómodo de passar nas portagens das auto-estradas.
Eu conheço um país que inventou e produz um medicamento anti-epiléptico para o mercado mundial.
Eu conheço um país que é líder mundial na produção de rolhas de cortiça.
Eu conheço um país que produz um vinho que em duas provas ibéricas superou vários dos melhore vinhos espanhóis.
Eu conheço um país que inventou e desenvolveu o melhor sistema mundial de pagamento de pré-pagos para telemóveis.
Eu conheço um país que construiu um conjunto de projectos hoteleiros de excelente qualidade um pelo Mundo.
O leitor, possivelmente, não reconheceu neste país aquele em que vive...
PORTUGAL
Mas é verdade.
Tudo o que leu acima foi feito por empresas fundadas por portugueses, desenvolvidas por portugueses, dirigidas por portugueses, com sede em Portugal, que funcionam com técnicos e trabalhadores portugueses. Chamam-se, por ordem, Efacec, Fepsa, Ydreams, Mobycomp, GALP, SIBS, BPI, BCP, Totta, BES, CGD, Stab Vida, Altitude Software, Out Systems, WeDo, Quinta do Monte d'Oiro, Brisa Space Services, Bial, Activespace Technologies, Deimos Engenharia, Lusospace, Skysoft, Portugal Telecom Inovação, Grupos Vila Galé, Amorim, Pestana, Porto Bay e BES Turismo. Há ainda grandes empresas multinacionais instalada no País, mas dirigidas por portugueses, com técnicos portugueses, de reconhecido sucesso junto das casas mãe, como a Siemens Portugal, Bosch, Vulcano, Alcatel, BP Portugal e a Mc Donalds (que desenvolveu e aperfeiçoou em Portugal um sistema que permite quantificar as refeições e tipo que são vendidas em cada e todos os estabelecimentos da cadeia em todo o mundo). É este o País de sucesso em que também vivemos, estatisticamente sempre na cauda da Europa, com péssimos índices na educação, e gravíssimos problemas no ambiente e na saúde... do que se atrasou em relação à média UE...etc. Mas só falamos do País que está mal, daquele que não acompanhou o progresso. É tempo de mostrarmos ao mundo os nossos sucessos e nos orgulharmos disso.


Nicolau Santos,
Director - adjunto do Jornal Expresso,
In Revista "Exportar"

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Magic Magic

Vejam só os truques engraçados deste mágico:



Um obrigada a quem proporciona estes post's!! Tás aqui dentro pah! ;)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Fresh Fish

Para os amantes da comida saudável, sem corantes nem conservantes… Nada melhor que as iguarias confeccionadas pelos Chineses (ou serão Japoneses?? Até podem ser mesmo Coreanos!). Com espinhas e nervos, mas confeccionado ao natural e muito mais rápido que os convencionais fast foods que a maioria conhece…
Vejam só o ar apetitoso dos petiscos:

video